Get Adobe Flash player

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. QUE É o vosso culto racional”. (Romanos 12:1) Este pedido, feito na Epistola de Paulo aos Romanos, ensina-nos sobre dois importantes assuntos ligados com a vida do Cristão. O primeiro é o fato de que o Corpo Físico deveria ser um sacrifício vivo oferecido ao Deus Interior, e o segundo, é o culto ou o SERVIÇO prestado pelo corpo ao Espírito em sua evolução. Em poucas palavras, os corpos são necessidades ou requisitos para a evolução do Espírito e por isso são os servos do Deus Interior, este serviço é o seu sacrifício que termina com a morte. O estudante místico ponderará agora o valor da Filosofia Rosacruz que, em sua sabedoria, ensina a manter um Corpo Puro, um coração Terno e uma Mente Sã, para servir ao Ego durante seu desenvolvimento. De fato, tudo foi criado para o propósito de servir aos outros. Cada um, ao seu modo, fornece o necessário para a existência de outro, consciente ou inconscientemente, e dessa forma, o SERVIÇO torna-se fator proeminente da evolução. Logo, "aquele que quiser ser o maior, seja o SERVO DE TODOS”. O ser humano foi primeiramente ensinado a SERVIR seu Deus fazendo e oferecendo sacrifícios a seu Criador e assim aprendeu que o serviço requer sacrifício. Naquele tempo não poderia compreender que devia fazer de si mesmo um sacrifício vivo e por isso oferecia em seu Iugar um animal, parte de si, pois lhe pertencia, para compensar o pecado que houvesse cometido, de acordo com a Lei de Jeová. Hoje, como seguidores de Cristo, nos oferecemos como sacrifícios vivos, e não as nossas posses para agradá-lo. Sacrificamos nosso eu pessoal pelo bem da individualidade impessoal, servindo e auxiliando os outros onde e quando podemos. Nosso primeiro serviço foi para obter algum lucro, mas quando estamos sintonizados com o Raio de Cristo, nosso serviço é pela Glória da Alma. Procuramos fazer aos outros o que o Cristo fez por nós, tornando-nos SERVOS DO CRISTO, que é nosso culto racional. Na evolução do modo de servir, como na evolução de todas as coisas avançamos por meio da purgação da escória e dos resíduos. Isto é, na realidade uma purificação. Nosso progresso em “qualidade" de serviço depende grandemente da purificação das nossas emoções e pensamentos que bem adquirimos por meio de nossa tentativa honesta de praticar o exercício noturno da Retrospecção. “Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus”. Por mais que falemos, não poderemos exaltar convenientemente a importância da Retrospecção, quando apresentamos nossos corpos como sacrifícios vivos oferecidos a Deus. Devemos compreender perfeitamente que uma retrospecção feita pela metade, isto é, sem o correspondente sentimento, não poderá queimar, e, portanto, apagar os acontecimentos indesejáveis de durante o dia que foram gravados no átomo-semente. A menos que sintamos o fogo do remorso cauterizar, queimar o âmago do nosso coração, a Retrospecção não está completa; a gravação não será apagada, e nossas vidas continuam sem crescimento anímico apreciável. Temos o testemunho que o serviço perfeito e ideal é um exemplo para nosso progresso, no sacrifício do Cristo que volta a nós nesta época do ano. O Sol, passando pelo signo do Serviço, o da Imaculada Virgem, concebe e nos traz o Raio do Cristo dos reinos superiores. Este Raio do Cristo Cósmico tem nascimento no último princípio da trindade maternal por meio do signo de VIRGEM, com sua essência de pureza. Podemos, na realidade, sentir que a Gloriosa Luz Dourada, o corpo do Cristo descendo do céu à terra, reveste a Vida e o Amor do nosso Redentor. Este acontecimento nos trás o terceiro Grande Festival Cristão na série dos acontecimentos da Vida de Cristo, e é celebrado na Festa da Conceição. A terceira mudança na Vida de Cristo ocorre no Equinócio de Setembro, quando o Sol entra no signo de VIRGEM e a Vida do Cristo viaja desde a superfície da Terra até o seu centro que é atingido pelo Natal, com o nascimento do Cristo aqui na Terra. É esta Imaculada Conceição da Virgem, que presta o maior dos serviços: a Vida do Cristo morre para o Mundo Celeste para nascer no mundo terrestre. "Maior amor não existe do que este: dar a vida pelo seu amigo"; este e o maior serviço que pode ser prestado. É interessante notar que o signo Virgem é, essencialmente, o signo da PUREZA e que Mercúrio é o estelar que, neste signo, está ao mesmo tempo exaltado e essencialmente dignificado por ser seu regente. A Grande Hierarquia Criadora de Virgem é conhecida como os Senhores da Sabedoria e, sendo a mais elevada Hierarquia Criadora, tem a seu cargo o Espírito Divino no Ser humano durante o atual Período Terrestre. Foi durante a segunda revolução do Período Solar que os Senhores da Sabedoria irradiaram de seus próprios corpos o germe do Corpo Vital, tornando-o capaz de interpenetrar o Corpo Denso com a capacidade de crescimento e de propagação posterior, excitando os centros dos sentidos do Corpo Denso e fazendo-o, com isso, capaz de mover-se, servindo assim de instrumento perfeito e obediente para uso do Espírito. Do estelar Mercúrio, regente de Virgem, alguns dos seus habitantes foram mandados a Terra para trabalhar com a humanidade. São conhecidos pelos estudantes de ocultismo como os Senhores de Mercúrio. Eles ensinaram e guiaram os mais adiantados da humanidade e elevaram-nos à categoria de reis, fazendo-os dirigentes do povo, por meio da arte do DOMINIO PRÓPRIO e do domínio sobre os outros. No atual Período Terrestre, já passamos pela revolução de Marte e estamos seguindo o curso da revolução de Mercúrio, estando, portanto, sob maior influência Mercuriana. Os Senhores de Mercúrio ensinaram a humanidade a deixar o corpo à vontade e a funcionar em seus veículos superiores independentemente do Corpo Denso que assim tornou-se uma habitação aprazível em vez de uma prisão fechada; em um instrumento, em vez de grilhões embaraçantes. Durante as ultimas três e meia revoluções do Período Terrestre, Mercúrio ensinará o Ego a sair do seu veículo mais denso por meio da lniciação. Mercúrio polarizou o metal que leva o seu nome, o mercúrio, que evapora pelas paredes do vaso que o contiver e que é assemelhando a mente. Esta lniciação pode ser alcançada por meio da PURIFICAÇÃO DA MENTE enquanto o Sol passa pelo signo da Virgem e por meio da influência dos Senhores de Mercúrio, os Irmãos Maiores da atual humanidade. O cordão espinhal é o elo entre os dois órgãos criadores: o cérebro, que é o campo de ação dos intelectuais Mercurianos, e os genitais, que são o campo de ação dos sensuais e apaixonados Espíritos Lucíferos. A mente inferior juntou-se a paixão egoísta, sendo missão dos Senhores de Mercúrio que são de inteligência superior, ensinar-nos como usar a mente sem egoísmo, como torná-Ia verdadeiramente criadora, de modo que não mais dependeremos do processo sexual de geração que agora está sendo utilizado, em corpos separados. Hoje, como estamos dentro da Época Mental-Mercuriana, os efeitos mentais a distância estão sendo realizados e, portanto, bem podemos compreender a verdade enunciada por Cristo no Seu Sermão da Montanha: "Todo aquele que olhar para uma mulher desejando-a, com ela já praticou o adultério no seu coração". Este é, na verdade, o mês da Purificação Mental. Tenhamos diante de nossa mente a imagem da VIRGEM IMACULADA simbolizada por VIRGEM. É o estado atual da mente, neste momento de concepção, que dará a luz mais tarde, quando o Raio da Luz do Cristo entrar na Terra no Equinócio de Setembro e viajar para o centro da terra para nascer no Natal. O Cristo do novo ano vem a nós do Pai, o mais elevado Iniciado do Período de Saturno, cuja humanidade constitui agora os Senhores da Mente. Vem revestido de pureza mental e está pronto a assistir-nos na transformação de nossa mente apaixonada em uma mente compassiva. E por intermédio de Mercúrio, o Mensageiro dos Deuses, e oitava inferior de Netuno, que poderemos acender no CANAL ESPINHAL o fogo luminoso e brilhante da purificação e regeneração que nos habilitará a apresentarmos nossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus por ocasião da Festa do Tabernáculo. "Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver ali estará também o meu servo. E se alguém me servir, meu Pai o honrará". (São João, 12:26) (Publicado na Revista: Serviço Rosacruz - Set/60)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar