Get Adobe Flash player

“Ninguém vem a mim, a não ser que meu Pai o chame”

 

Não há injustiças nem erros da parte de Deus. Os quatros excelsos seres a quem chamamos de Anjos Arquivistas ou Anjos do Destino se acham em seu elevado estado evolutivo, acima dos erros e “dão a cada um e a todos exatamente o que necessitam para o seu desenvolvimento”. Temos a prerrogativa da liberdade e por ela estamos aprendendo a nos dirigir e credenciarmos-nos a serviços mais altos. São nossos atos os determinadores do destino em seus aspectos positivo e negativo. Somos nós mesmos que determinamos a amplitude e natureza de nossa ação na Terra. Isto é fora de dúvida: está cada um no lugar certo e as mudanças para melhor ou pior dependem das novas causas que vamos pondo em ação.

Estando na Fraternidade Rosacruz já é um bom sinal. A simples oportunidade que nos oferecem de conhecer a portadora de tão elevada filosofia cristã, revela mérito.

            E agora? – perguntamo-nos.

Chegamos a Fraternidade, recebemos todos os esclarecimentos de que necessitávamos, deram-nos ampla liberdade para assistir às reuniões, fazer os cursos diversos, examinar, deduzir para finalmente concluir que realmente nos serve. Mas que isso, ela nos dá cabal explicação, lógica, simples e objetiva de tudo que se relaciona com o ser humano e o mundo. Nada nos pede e tudo nos oferece.

Fazemos os cursos, lemos os substanciosos livros de Max Heindel, assistimos regularmente às reuniões....Sim, e agora? Basta isso para elevar-nos de estado anímico?

Não, respondemos. Na verdade, mesmo diante do fiel testemunho de nossa consciência sabemos que estamos fazendo pouco. O que se observa é interesse intelectual bem mais preponderante que a “vivencia”, em grande número de estudantes. É compreensível. Já Cristo dizia que “muitos serão chamadas e poucos os escolhidos”. A seleção é justa, pois Deus não se engana.

É certo que o conhecimento intelectual ajuda e é necessário. A Filosofia Rosacruz destina-se especialmente a satisfazer a razão dos que não encontram o Cristo pela fé, para que uma vez satisfeita a razão, o coração come a “falar”. A mente compreende, satisfaz-se, entusiasmamo-nos e então é que nossa vida começa a mudar para melhor, isto quando muda.

Há o perigo de ficarmos na compreensão e não se formar a ponte com o coração. Ainda mais: se existe uma boa distancia, um abismo entre a compreensão e a prática, há também a responsabilidade maior de quem sabe o que é bom e não o pratica, tornando-se perante sua consciência e Deus, maior transgressor que o ignorante, um criminoso detentor de uma riqueza que deveria fazer circular em benefício dos outros, porque nada lhe pertence. A Filosofia Rosacruz, como as demais bênçãos que nos chegam, por mérito, dos planos invisíveis, SÃO MEIOS DE ELEVAÇÃO PELO SERVIÇO.

Vejamos bem isso. Nossa vida aqui na terra é muito curta e ela representa a sementeira dos frutos que vamos colher e assimilar no estado post-mortem.

A questão é muito pessoal. Sabemo-lo muito bem. Veja cada um o que está fazendo com tão grande riqueza. Ou não a aprecia devidamente e neste caso e neste caso sua oportunidade fica transferida; ou embora reconhecendo a de grande valia, não tem forças para dominar sua natureza inferior, deixando-se ficar nos mesmos hábitos e comodismo ou se esforça e avança.

Cristo não gostava dos mornos, quente ou frio Ninguém pode servir a dois senhores: ou a Deus ou a Mamon, o Deus da cobiça. Ruy Barbosa referindo-se a questões de Direito afirmou: diante do erro ou somos a favor ou contra. A neutralidade é criminosa.

Definamos-nos. O mundo precisa de HOMENS, de CRISTÃOS autênticos. Ninguém pode se enganar. Em nossa vida particular, em nossa relação com a família, companheiros de trabalho e demais, como na Fraternidade temos um dever a cumprir. A tônica da Fraternidade é SERVIÇO, num amplo sentido, então façamos a nossa parte. Há sempre o que oferecer. Particularmente nossos Irmãos que lutam na condição do Movimento precisam de nosso apoio.

Lembremos da parábola dos talentos: a boa administração dos bens mentais, emocionais e materiais que Deus nos oferece é que nos capacita e guinda à condição de ESCOLHIDOS, com os recursos pessoais maiores e apoio externo superior para mais altos serviços na vinha do Senhor.

(Extraído: Serviço Rosacruz – jun/66)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar