A Banana

Saúde | 08/11/2018

Como deve comer-se? A banana verde é completamente indigesta, indigerível, por ser ácida
e não estar o amido dextrinizado. Este amido cru, como o dos cereais, prende o ventre, con-
gestiona os órgãos tróficos e entorpece-os, causando assim prisão de ventre, flarulências, etc.

Portanto, não devem comer-se senão bem maduras, mas não passadas. A digestão da banana
madura é facílima; a verde, pelo contrário, é pesada, não alimenta e deixa muitos resíduos tó-
xicos no organismo, carregando de impurezas a corrente sanguínea. A banana pode ser consu-
mida também secando-a ao solou ao fogo; altera-se então a sua composição, ao tornar-se
mais concentrada, sendo, portanto, mais lenta a sua digestão, porém, mais alimentícia.
A banana madura e fresca é a mais apropriada e natural para ser consumida. No entanto,
a banana seca dá-nos mais de 700 gramas de energias musculares por dia, e um homem que
trabalha muscularmente não necessita de mais de 500 a 600, mais ou menos; com essa quanti-
dade de 700, é quase uma superalimentação. Pelo contrário, da banana fresca e madura são ne-
cessários 3,5 quilos por dia, sem casca, para alimentar-se bem.

As refeições de bananas hão de ser sempre acompanhadas de algumas frutas sumarentas,
e mais ainda quando se comem dessecadas, porque assim contêm pouca água fisiológica, a
qual é tão necessária para o nosso organismo, e as frutas sumarentas têm-na em quantidade
suficiente.

A banana é alimento e ao mesmo tempo medicamento. Entre as frutas frescas é uma das
mais completas pela sua riqueza em água fisiológica (e mais ainda a banana de água) e pela sua
quantidade em substância energética, alimento de força e para o sangue.

A banana não fermentando nos intestinos (como sucede quando é verde ou mal combina-
da), é um grande calmante do sistema nervoso. Não sobrecarrega muito o trabalho do estô-
mago, porque contém pouca albumina, sendo essencialmente de efeitos terapêuticos e calman-
tes para os coléricos, nefríticos, etc., e a sua água é muito assimilável; é o alimento por excelên-
cia dos nervosos e diarréicos, por ser medicamento e alimento ao mesmo tempo; convém aos
diabéticos pelo seu amido, dextrinizado e de fácil digestão, que já está transformado em glico-
se; enfim, como alimento intestinal, é um ideal comparado com o pão.

A mastigação: A banana, quanto mais se mastigue e ensalive, melhor; a sua mastigação não
tem limites. Deve-se comê-Ia aos bocadinhos e ensalivá-la bastante ao mastigá-Ia. A mastiga-
ção deverá durar um minuto, pelo menos, para cada banana. Se para todos os alimentos que
ingerimos tem importância a mastigação, na banana muito mais, porque ela é muito espessa e
requer uma mastigaçãoe ensalivação especial na boca. Nada mais benifico do que uma boa e lenta
mastigação; nada de pressas. A mastigação e a ensaliuaião abundante são t/m escudo contra o mal biológico.

Os trofólogos sabem que a mastigação é uma das causas qtle mprimem a dispepsia e outras doenças.

08/11/2018

0 responses on "A Banana"

Leave a Message

Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

X