Aspectos Evolutivos do Recolhimento Atual

Filosofia, Sem categoria | 13/07/2020

 

A Escola Rosacruz tem como base de seus ensinamentos as Leis de Deus, que governam a natureza e que também nos regem.

Da mesma maneira que observamos na natureza os ciclos alternantes (verão e inverno, dia e noite, atividade e repouso, nascimento e morte), se buscarmos o sentido oculto do que estamos vivendo coletivamente, enquanto humanidade, fica claro que nós, seres humanos, estamos sendo convidados a uma processo de recolhimento e repouso intensos e com margem praticamente zero de livre-arbítrio (assim como na casa 12 do zodíaco).

Especialmente aqui no Ocidente, atingimos certamente o nadir da materialidade, o ponto onde a densidade do mundo atinge sua culminância. 

Ora, vale no mínimo os seguintes questionamentos: o que nós, enquanto humanidade, vínhamos transgredindo no que se refere às Leis de Deus? O que nos está sendo solicitado para correção do curso da nossa trajetória?

Assim como a noite sucede o dia, a morte também sucede cada nascimento. Após a morte, o Espírito retorna ao seu verdadeiro lar, a casa do Pai Celestial, onde repousa, se renova e se prepara para um próximo renascimento. Quando renasce, novas oportunidades são oferecidas à alma em evolução no mundo material, ao qual denominamos Escola da Vida.

Entretanto, o aproveitamento dessas oportunidades (experiências que chegam até nós) e dos ensinamentos nelas contidos não é igual para todos. Ele depende basicamente do interesse e da capacidade de aprendizado por parte de cada um.

No caso em questão, ou seja, isolamento social por conta da pandemia, que deveria constituir-se de recolhimento e de repouso, se buscássemos entender e atender às Leis que nos regem, certamente atingimos o ponto de maior densidade na vida material. 

A partir desse ponto verifica-se a oportunidade de início de ascensão aos mundos superiores. Por outro lado, esse também é o ponto onde tem início um processo de despovoamento no mundo mais denso, onde os fenômenos são fugazes e inerentes à imersão do Espírito na matéria, ou seja, exatamente o que estamos vivenciando! 

O que nos resta a fazer, senão focarmos todas as nossas energias rumo a nossa evolução Espiritual?

A primeira medida é evitar demandas desnecessárias, para que possamos “fazer a lição de casa” (correção do nosso caráter e das imperfeições da nossa alma). Nesse contexto há que se ter um enorme discernimento no que se refere à imersão no mundo virtual, que rouba imensa quantidade da nossa energia Vital.

Nossa sugestão é que participemos da Escola da Vida com a máxima dedicação e compreensão, perdoando sempre e servindo amorosamente aos nossos semelhantes, sempre que se fizer necessário.

Que sejamos sempre motivados a escalar os degraus da Escola da Vida e assim garantirmos a continuidade do nosso caminho de Evolução Espiritual!

Sugestão de leitura: capítulos IV e VI do livro Conceito Rosacruz do Cosmos

Por uma Estudante Rosacruz

Que as Rosas floresçam em Vossa Cruz!

Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

X
%d blogueiros gostam disto: