Bab’aziz – O Principe que contemplava a sua alma.

Sem categoria | 27/01/2020
O Filme Bab´Aziz do diretor Nacer Kemir é de uma beleza inigualável. A história é construída  a partir do Sufismo, prática religiosa islâmica pouco avessa a ortodoxia, mas que possui denominador comum com todas as místicas do mundo.
 
“Em Deus Vivemos nos movemos e temos o nosso ser” é uma frase do apóstolo cristão Paulo, mas que bem poderia ter saído da boca de um Dervixe.

Bab’Aziz é um homem santo, que no passado contemplara sua alma e, de amante das coisas do mundo, tornara-se uma gazela livre, que vive pela fé e por sua relação com o Sagrado.

O deserto para Bab’aziz não é senão um espaço de contemplação, pouco importa a pouca água e a carência de alimentos. Bab’aziz está em sintonia com algo mais profundo e íntimo, e apesar da cegueira física sabe para onde ir motivado por uma força interior tremenda.

Ishitar é um dervixe criança, ela sente a beleza do momento, e fascinada com as histórias de Bab`aziz  topa a viagem dificílima, mas Ishitar não é uma criança comum , ela possui uma alma antiga e é perfeitamente alinhada com o o Belo, e a afinidade espiritual dos dois vai nutri-la de forma cativante.

A linguagem do filme é maravilhosamente artística e espiritual. Os versos declamados, a fotografia, o enfoque de rostos, música, os gestos amorosos dos personagens, e a releitura do deserto.

Para nós ocidentais aprendemos a metáfora de que o deserto é um lugar de solidão, aridez, escassez e sofrimento, e que sua travessia nos torna aptos para adentrar a terra santa e prometida, tal leitura conduz ao entendimento de que é preciso morrer para viver, que antes de uma vida de fartura é preciso sofrer e aceitar as limitadas e constrangedoras situações de castração provenientes de provas.

Contudo o filme nos mostra outra faceta do deserto, que apesar de difícil não é estéril – e se for vivenciado em comunhão com o Pai, torna-se solo fértil para o germinar das sementes mais lindas e poderosas de uma espiritualidade genuína.

Astrologicamente, neste momento o sol passa pelo endurecido signo de capricórnio, ao lado dos planetas saturno e plutão, configuração que sugere este clima desértico calcado na escassez e na dificuldade, porém pode ser também uma oportunidade de, pelo desenvolvimento do poder anímico, transformar este deserto em um Jardim para a Gloria de nosso Pai!

As condições para a humanidade no momento são de transformação, mas o caminho não precisa ser de reclamação ou de extremo sofrimento, mas de aceitação e obediência às condições apresentadas.

 

Desejos sinceros de que “ As rosas floresçam em vossa cruz”

 Por uma estudante Rosacruz 

 
 
 
 
 
27/01/2020

0 respostas em "Bab'aziz – O Principe que contemplava a sua alma."

    Deixe sua mensagem

    Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

    X
    %d blogueiros gostam disto: