Astrologia | 20/05/2020

Regido pelo planeta Mercúrio, gêmeos é um signo duplo  (como seu próprio símbolo indica), denotando uma característica bipolar e de bifurcação de caminhos. Essas características se refletem na forma como o geminiano vê o mundo. 

Como nos demais signos aéreos, todos relacionados ao aprendizado do Amor, nota-se uma pluralidade de caminhos e uma arbitrariedade para julgar, resultando em dúvida excessiva, o que compromete a confiança no mundo.

Segundo Platão, vivemos num mundo irreal, onde tudo que vemos é uma sombra imperfeita de uma realidade mais perfeita. 

Como o profano é largo, encontra-se em declive, e o sagrado é estreito, é uma subida íngreme, é tendência natural a escolha de caminhos fáceis e deleitosos, que por sua vez são patrocinados pelas armadilhas do vício, ou seja, mal hábitos que só visam o prazer.

A quadratura natural entre Gêmeos e Peixes denota uma baixa resistência aos vícios por parte desse signo. A saída é incorporar os evangelhos.

“E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno”.  Mateus 5:30

Mercúrio, Deus da dualidade e da polaridade, é também o principal planeta do nosso tema natal, capaz de unir masculino e feminino, imaginação e vontade e responsável pela atividade de semear.

O compromisso com a boa semeadura, como por exemplo a leitura de livros sagrados pode ajudar a gerar virtudes. 

Governados por Mercúrio, Gêmeos e Virgem também fazem quadratura entre si e devem ser adestrados, a fim de evitar a mecanização das relações e a soberba originada pelo conhecimento. Com esse adestramento, as virtudes podem se tornar vivas e o caráter começa a ganhar solidez.

Gêmeos é o signo mais facilmente contaminável pela “poluição ambiental” e tem como tendência natural o pior dos vícios: o mal uso da inteligência, onde as informações servem aos propósitos egoístas da personalidade, resultando em armadilhas e sabotagens, confusões mentais e  uma vida errante.

Poucas pessoas hoje em dia são capazes de pensar, pois o intelecto humano, por influência dos anjos lucíferos, que atuam no hemisfério esquerdo do cérebro (dominante no mundo em que vivemos) é cheio de vícios. Doenças e dores indicam resistência em evoluir e o cerne da nossa evolução é a mudança do pensamento, o restante vem por acréscimo.

Segundo Einstein, o primeiro dever da inteligência é desconfiar dela mesma, ou seja, o auto-questionamento.

Vale a pena estudar no próprio tema natal a casa onde esse signo se encontra, bem como os planetas nele localizados, pois dessa forma fica mais fácil visualizarmos nossas tendências a vícios, bem como as armadilhas que estão preparadas para neles cairmos.

Pensando na educação de filhos e na formação do caráter, lembrando que o caráter resulta em destino.

“Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” Mateus 5:37

Ou seja, servindo-nos como exemplo, em primeiro lugar, ensiná-los a dizer SIM e NÃO integralmente (com o corpo, a alma e o Espírito) com todas as consequências que esse SIM e NÃO possam resultar.

Gêmeos reflete também, os vínculos fraternos que temos gravados no nosso inconsciente. É onde começa o Amor fraterno, onde as essências divinas se reconhecem. 

“E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.” Gênesis 2:18

A casa onde temos Gêmeos evidencia o setor da vida onde aprendemos caminhar em conjunto, pois esse signo tem grande necessidade de parceiros, selecionados por semelhança.O Amor pressupõe o cuidado mútuo e desperta-nos para a realidade de nós mesmos, do mundo e de Deus.

Aproveitemos esse período com o sol transitando pelo signo de Gêmeos para meditarmos a respeito do Amor, lembrando que toda a ação digna e valorosa origina-se no Amor, que sem Amor não há devir, apenas sombras e nada se cria.

O caminho da casa 3 (de Gêmeos) à casa 9 (Sagitário) é o caminho do conhecimento ao sagrado, do amor ao pensamento filosófico e de retorno à integralidade, onde se chega ao apogeu do Amor.

Sugerimos para esse período um exercício mercurial nesse mundo de ilusões, o de amar o Tempo: viver a vida e amar o passado simultaneamente, com gratidão! 

Que as Rosas floresçam em Vossa Cruz!

 

Por uma Estudante Rosacruz

 

Sugerimos

Livros

A Mensagem das Estrelas

Meditações Sobre os 22 Arcanos Maiores do Tarô

_________________

Seminário

_________________

Filme

Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

X
%d blogueiros gostam disto: