Inteligência Emocional

Bíblico | 04/07/2019

Vivemos uma época em que nossos sentimentos são estimulados pelos meios de comunicação tais como as redes sociais, youtube, reality shows e outros, a manifestarem o seu lado mais nefasto: emocionalismo e vulgaridade imperam, estamos pouco ou quase nada atuando, por vontade própria, em nossa esfera emocional, somos predominantemente reativos aos lamentáveis estímulos a que estamos sujeitos. Tal passividade nos leva ao pecado da omissão em vigiar as portas sagradas de nosso campo perceptivo.

“Viralização é um termo que surgiu com o crescimento do número de usuários das redes sociais e blogs. A palavra é utilizada para designar os conteúdos que acabam ganhando repercussão (muitas vezes inesperada) na web”, pois bem, infelizmente o que viraliza geralmente são conteúdos deletérios, aptos a despertarem e reverberarem na região inferior de nosso corpo de desejos.

O Grito – Edvard Munch

As doenças psíquicas abundam, os padrões emocionais inferiores nos acometem quase que sem nenhuma resistência de nossa parte, grandes interesses econômicos como a indústria farmacêutica e show business exacerbam cruelmente este estado de coisas sem que percebamos a perversidade por trás deste mecanismo. Quando nos damos conta já nos tornamos dependentes de antidepressivos, ansiolíticos e afins e além  toda espécie de alienação de forma irreversível.

O panorama emocional vigente é composto de pessimismo, depressão, fatalismo, apego, sensualismo, ansiedade, ressentimento, medo, ódio, preconceito, um triste quadro enfim. Diante deste quadro, buscar a devoção, a leitura edificante, a apreciação de obras de arte, por mais que pareçam raras hoje em dia, é um empenho que mostra urgente e fundamental porque no final das contas nossas ações são sempre coloridas pelo sentimentos que estamos portando ao agir.

Muitos acreditam que a esfera emocional em nós não permite nossa intervenção volitiva, o sentimento é algo que acontece simplesmente, não tenho como controlar, dizem. A filosofia rosacruz, ao contrário, nos convida a nos responsabilizarmos por nossos sentimentos (que denominamos corpo de desejos) e retificá-los de tal forma que se elevem gradualmente pela vigilância e pela oração. Cristo é o nosso ideal e dele aprendemos que o amor ao próximo, o altruísmo é o melhor dos sentimentos.

Certamente, não será de hoje para amanhã que reverteremos nossas emoções baixas, mas o esforço sincero nesta direção certamente nos tornará mais sãos neste sentido, mais nutritivos em nossas relações, mais felizes. Aceitemos o desafio de rever nossos hábitos de entretenimento que nos distraem e substituir aqueles que são inconvenientes para a nossa alma por outros que a enobreçam ou seja tenhamos hábitos de crescimento que nos elevam. Sejamos seletivos! pois já dizia Paulo: “nem tudo nos convém”, tenhamos fé na certeza de alcançarmos as santas alegrias que nos foram prometidas.

Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Filipenses 4:4
Reflexões a partir da Carta nº 5 do livro Carta aos Estudantes de Max Heindel, CLIQUE PARA PDF GRATUITO
Ou Adquira conosco:

0 responses on "Inteligência Emocional"

Leave a Message

Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

X