Reflexões Sobre a Virtude

Filosofia | 09/04/2019

“O Pecado cria uma propensão ao pecado, gera o vício pela repetição, disto resultam inclinações perversas que obscurecem a consciência e corrompem a avaliação concreta do Bem e do Mal”– Catecismo Católico.

Aristóteles propôs o tratado de ética, objetivando a vida plena e feliz do homem, para isto foi necessário definir o que  é: Felicidade, Sumo Bem, Alma, Virtude e Vicio. Mais tarde Santo Agostinho reciclou alguns conceitos e propõs uma nova ética, que enfatiza Deus como início e fim de todas as ações, mas entende-se que a Virtude é o único meio de perfectibilidade ou realização do homem assim como em Aristóteles.

Max Heindel eleva a oitava potência e nos brinda com a visualização deste trabalho nos planos internos. Estamos constantemente construindo nossas almas, as quais nos darão possibilidades de dinâmicas. Nossa Alma é a Potência do Agir, a qualidade de nossa alma é definida pela qualidade de nossas ações.
Refletir sobre os Hábitos ( Ética) , ou como decidimos habitar o mundo (Ethos), ou com o mesmo significado, refletir sobre nosso Caráter (êthos), também nos faz perceber qual é a camada de consciência que vivenciamos no plano físico e nossa maturidade espiritual.

O método de desenvolvimento proposto pela Fraternidade Rosacruz nos encaminha sempre para uma vivência cada vez mais liberta e autoconsciente. Não existe liberdade nos vícios, não existe permanência nem santificação sem o reto agir no mundo.

Neste momento a Escola de Fogo estende suas mãos à poderosa Escola da Água. Afinal existe ansiosa espera para que o homem se liberte de suas paixões e apreenda o caminho de volta ao seu verdadeiro Lar.

 

0 respostas em "Reflexões Sobre a Virtude"

    Deixe sua mensagem

    Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

    X
    %d blogueiros gostam disto: