Efeitos do Suicídio

Filosofia | 14/05/2020

Em tempos em que muitos se desesperam a ponto de desistir da própria vida, trazemos em texto síntese o ponto de vista dos Ensinamentos Ocidentais sobre um dos grandes desafios humanos, o suicídio.

Os efeitos do suicídio

O suicida, que tenta se afastar da vida, ao desencarnar, descobre que está mais vivo do que nunca só que em situação ainda mais lamentável. Ele é capaz de ver aqueles a quem desapontou e talvez desonrou por seu ato, e o pior de tudo, ele tem uma sensação indescritível de ser “esvaziado”. A razão para isso é a seguinte:

O arquétipo criador
Quando o Ego está voltando ao renascimento, as Hierarquias Criadoras auxiliam na construção do arquétipo para o seu corpo vindouro, e instila nesse arquétipo uma vida que durará o número de anos previamente estabelecido para aquela existência. Esse arquétipo possui um movimento vibratório que atrai o material do mundo físico e faz com que todos os átomos do corpo vibrem em sintonia com um pequeno átomo no coração chamado átomo-semente, que, como um diapasão, dá o tom para todo o resto do material no corpo. No momento em que a vida na Terra aconteceu plenamente, as vibrações do arquétipo cessam e o átomo da semente é retirado, o corpo denso começa a se decompor e o corpo de desejos (onde o Ego funciona no Purgatório e no Primeiro Céu) leva sobre si a forma do corpo físico. Então, o homem começa seu trabalho de expiar seus hábitos e ações negativas no Purgatório e assimilar o bem de sua vida no Primeiro Céu.

O sentimento “oco”
O exposto acima descreve as condições comuns quando a natureza segue seu curso regular, mas o caso do suicídio é diferente. O átomo-semente é retirado, mas o arquétipo ainda continua vibrando. Portanto, o Ego (aspecto espiritual do homem) sente como se estivesse “esvaziado” e experimenta uma sensação de “corroer” dentro semelhante às dores da fome intensa ou à dor de dente só que por todo o corpo. O material para a construção de um corpo denso está à sua volta, mas, como ele não possui o indicador do átomo-semente, é impossível assimilar a matéria e transformá-la em um corpo. Esse terrível sentimento de “esvaziamento” dura enquanto não for cumprido o tempo previamente estabelecido para aquela encarnação.

Lei de Causa e Efeito
Assim, a lei de causa e efeito ensina a ele que é errado brincar de ladrão da escola da vida e que isso não pode ser feito impunemente. Então, na próxima vida, quando as dificuldades surgirem em seu caminho, os sofrimentos resultantes de seu antigo suicídio impedirão a recorrência e o permitirão passar pelas experiências da vida que contribuem para o crescimento de sua alma.

 

Adaptação panfleto publicado em The Rosicrucian Fellowship (Sede Mundial) – Suicide and Euthanasia

 

Saiba mais estudando conosco Cursos Rosacruzes

Se precisar de ajuda quanto a estados físicos e/ou mentais onde você gostaria de ser ajudado, faça a sua Solicitação do Serviço de Auxílio à Saúde e Cura

0 responses on "Efeitos do Suicídio"

    Leave a Message

    Copyright © 2018 Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil. Todos os Direitos Reservados.

    X
    %d blogueiros gostam disto: